Ações da Apple

acciones apple

Sobre a Apple

A Apple é a empresa de tecnologia global mais importante e a maior empresa listada no mundo. O valor da Apple atingiu um recorde de US$ 1 bilhão em agosto de 2018.

Operar CFDs com ações Apple // AvaTrade Broker Regulado em Brasil

A Apple, tal como a Microsoft ou a Amazon, é uma empresa líder no setor de tecnologia em todo o mundo em termos de valorização, devido ao alto valor agregado que as suas soluções trazem para uma economia cada vez mais globalizada. Esta é uma das razões pelas quais as ações da empresa californiana são tão atraentes:

  • As ações da Apple começaram a ser negociadas no mercado em 12 de dezembro de 1980.
  • Dois anos depois, em 1982, as ações da Apple foram incorporadas ao S&P 500, o índice mais importante da Bolsa de Nova York, que inclui as 500 maiores empresas dos Estados Unidos.
  • Desde que a Apple começou a ser cotada nesse índice, o valor da empresa fundada por Steve Jobs cresceu de forma constante, atingindo o valor da empresa a barreira dos bilhões de dólares.
  • A estratégia de negócios da Apple concentra-se na expansão em outros setores de negócios, para aumentar sua influência e consolidar o aumento do valor da empresa.

Cotação de ações da Apple

Fatores a ter em conta na análise das ações da Apple

Para ter sucesso a negociar com ações da Apple, devemos ter em conta que as ações da tecnologia podem ser analisadas tanto do ponto de vista da análise fundamental como com o uso de ferramentas de análise técnica
Análise fundamental
A análise fundamental das ações tem em conta fatores como a evolução da lucratividade da empresa e as novidades e eventos que influenciam diretamente o crescimento da empresa. Nesse sentido, existem três fatores fundamentais que devem ser levados em conta por qualquer operador que deseje investir em ações da Apple:

  • Publicação dos resultados trimestrais da empresa.
  • Lançamentos de novos produtos.
  • Mudanças legais ou regulatórias.

Publicação dos resultados trimestrais:

A publicação dos resultados geralmente tem um efeito significativo no preço das ações. Este efeito é maior quanto mais longe os resultados estão das previsões do mercado. Um bom resultado econômico, que demonstra uma evolução positiva da lucratividade da empresa, elevará o preço das ações. Por outro lado, uma diminuição da lucratividade da empresa aumentará a pressão de venda do mercado, o que causará uma queda no preço das ações.

Lançamento de um novo produto:

No caso da Apple, uma das principais datas que um operador deve sempre ter em mente é do lançamento de novos produtos. Nesse sentido, sem dúvida, a data mais importante é o lançamento de novos modelos de celulares e tablets. A recepção que o mercado tem desses novos produtos pode aumentar ou diminuir o preço das ações da empresa. Para apreciar a influência deste fator, no gráfico a seguir poderá ver a influência que teve na evolução do preço das ações da Apple, o lançamento em junho de 2007 do primeiro iPhone e o lançamento do primeiro iPad em janeiro de 2010.

Mudanças legais ou regulatórias: o setor da tecnologia é sensível a mudanças legais e regulatórias. Qualquer alteração deste tipo que possa afetar o modelo de negócios da empresa deve ser ponderada, já que terá um impacto no preço das ações da Apple.

Análise técnica

O preço das ações da Apple pode ser analisado usando as ferramentas clássicas e indicadores de análise técnica, como por exemplo:

  • Gráficos de castiçal
  • Padrões lineares
  • Osciladores
  • Sinais de suporte e resistência
  • Retrações de Fibonacci

Essas ferramentas funcionam muito bem em valores conhecidos e com uma liquidez tão alta como a Apple. Ambos fatores, o conhecimento do valor e o alto volume de contratação, contribuem para tendências de preços mais confiáveis, o que facilita o uso de análises técnicas.

Em resumo, a Apple é um valor adequado tanto para negociação de curto prazo quanto para investidores que operam a médio e longo prazo.

Como operar com ações da Apple?

Tal como acontece com qualquer outra ação ou valor financeiro, seja uma moeda Forex ou uma matéria prima, como petróleo bruto, existem várias maneiras de negociar ações da Apple. Estas são as mais relevantes:

COMPRA DIRETA DE AÇÕES

Como as ações das empresas são compradas em pacotes, a compra de títulos corporativos de alto valor, como o da Apple, não é algo adequado para todos os públicos, devido ao alto capital exigido inicialmente. Além disso, a compra direta é um sistema de investimento que se adapta melhor a operações de longo prazo e no qual só é possível obter um retorno positivo se a ação aumentar de valor.

Em resumo, embora a compra direta de ações possa ser a alternativa mais conhecida, tem as seguintes limitações:

  • Alto desembolso inicial.
  • Investimento a longo prazo.
  • Só é lucrativo se o valor do stock aumentar.

ATRAVÉS DE CFDs

Talvez seja a maneira mais fácil para os traders novatos e também para os mais experientes investirem em títulos da Apple. Os Contratos por Diferença são uma forma de operar com os títulos da empresa tecnológica com um investimento acessível que, além disso, permite ter uma exposição total a suas variações de preço, graças à alavancagem. Ao operar com as diferenças, a negociação com CFDs se adapta muito bem a operações de curto prazo e permite que um lucro (ou perda) seja obtido se o mercado estiver em alta ou queda.

AvaTrade oferece CFDs sobre as ações da Apple, assim como as de muitas outras grandes empresas de todo o mundo, índices de ações e moedas do mercado Forex.

Em resumo, a negociação com CFDs em ações permite:

  • Operar com stocks sem a necessidade de fazer um alto investimento inicial.
  • Operar no curto prazo.
  • Obter benefícios (ou perdas) se o preço das ações aumenta ou diminui.

UTILIZANDO FUTUROS

Os futuros são um instrumento derivado semelhante aos CFDs. Por ser um produto derivado, como o CFD, a operação com futuro não implica a compra ou venda de ações. Os futuros diferem em relação aos CFDs, pois têm um custo de entrada mais alto, embora, por outro lado, tenham custos de manutenção mais baixos. Isso fá-los adaptarem-se muito melhor às operações de longo prazo.

Por que operar com CFDs em ações da Apple com a AvaTrade?

Ao negociar CFDs sobre ações, o trader abre suas posições consoante a como ele acha que o preço das ações irá evoluir. Se, uma vez aberta a posição, o preço da ação evolui no mesmo sentido que o operador antecipou, a transação registrará um lucro, que será proporcional à variação do preço. Da mesma forma, na direção oposta, as perdas possíveis serão maiores quanto maior for a variação do preço:

  • Se o trader acredita que o preço da Apple vai subir, ele deve abrir uma posição de compra (ele vai comprar CFDs)
    Se o preço subir, o operador terá lucro, mas se o preço acabar por cair, o operador terá perdas.
  • Se o trader acredita que o preço da Apple vai cair, deverá abrir uma posição de venda (vender CFDs)
    Se o preço cair, o operador terá um benefício, mas se o preço subir, o operador terá perdas.

Os CFDs não têm uma data de expiração, portanto, uma posição pode ser fechada em qualquer momento, desde que, naturalmente, tenha uma contrapartida no mercado. No entanto, em valores tão líquidos como a Apple, isso geralmente não é uma limitação.

  • Para fechar uma posição longa ou de compra, o operador emitirá um pedido de venda.
  • Para fechar uma posição curta ou de venda, o operador dará um pedido de compra.

Como já foi dito, ao operar com diferenças a negociação com CFDs utiliza-se principalmente em operações de curto prazo.
A operação com CFDs tem as seguintes vantagens:

  • Rapidez. Apenas necessário abrir uma conta de negociação.
  • Baixo investimento inicial, comparado à compra direta de ações.
  • Flexibilidade, permite operar em mercados de alta e queda.
  • Alavancagem. Os CFDs permitem operar com alavancagem. A AvaTrade oferece uma alavancagem de até em ações CFDs.

A alavancagem permite multiplicar os benefícios, embora você também tenha o risco de multiplicar as perdas na mesma proporção.

Negociar com CFDs oferece muitas vantagens para o trader, mas é uma operação que tem um alto risco, e por isso deve ser sempre feito a partir de uma gestão de risco cuidadosa para evitar grandes perdas.

Nesse sentido, o gerenciamento de risco em transações com CFDs deve levar em conta o seguinte:

  • Limitar em cada operação o montante investido para essa quantia de dinheiro que o operador se pode permitir perder.
  • Definir os níveis de “stop-loss” em cada operação. Esses níveis fazem com que a transação seja fechada automaticamente se o preço da ação os atingi. Desta forma, as perdas serão automaticamente limitadas, dependendo do nível de risco assumido pelo operador.

Dados os riscos dessa operação, o investimento com CFDs deve ser feito apenas com um broker confiável e com reconhecida experiência neste tipo de produtos.

A AvaTrade é um broker regulado e líder mundial no comércio com CFDs.

Com a AvaTrade, você pode praticar a negociação de CFDs sobre ações sem risco para seu dinheiro abrindo uma conta de negociação de demonstração:

Quando abrir a sua conta de negociação real, terá acesso às melhores plataformas de negociação do mercado, como o Meta Trader, e poderá se beneficiar do atendimento especializado que a AvaTrade oferece continuamente 24 horas por dia, 5 dias por semana.

Diversifique seus investimentos hoje negociando com ações BBVA, ações Telefónica, ações Tesla e mais.