O que são criptomoedas?

Descubra o significado das criptomoedas conosco.
Explore como essas moedas digitais estão remodelando
a forma como pensamos sobre dinheiro e finanças


Bem-vindo ao mundo das finanças digitais! Criptomoeda, como o nome sugere, é uma forma de moeda digital ou virtual que usa a criptografia para garantir segurança. Mas o que isso significa? De maneira simples, é como os seus dólares, euros ou ienes comuns, mas que, em vez de ser um pedaço de papel ou uma moeda física que você pode pegar com as mãos, existe somente no mundo digital.

O prefixo "cripto" refere-se às técnicas de codificação complexas que criptografam as suas transações e as mantêm seguras. Esse dinheiro digital pode ser usado para comprar produtos e serviços online ou para negociar, na esperança de que o seu preço suba. É uma maneira completamente nova de pensar sobre o dinheiro, e está mudando o mundo financeiro como o conhecemos.



O Que É Criptomoeda?

Como a Criptomoeda Funciona?

Agora que já sabemos o que é uma criptomoeda, vamos nos aprofundar no seu funcionamento. A mágica por trás das criptomoedas depende de uma tecnologia chamada "Blockchain". Imagine um livro-razão digital, disponível para que todos o vejam, no qual todas as transações que já foram realizadas até hoje são gravadas. Isso é o blockchain: transparente, seguro e descentralizado, o que significa que as criptomoedas não são controladas por uma entidade única, tal como um banco ou governo.

"Mineração" e "staking" são duas formas de criar novas moedas da criptomoeda e de confirmar as transações.

  • Mineração - envolve a resolução de problemas matemáticos complexos para inserir novas transações no blockchain. É como uma corrida na qual o primeiro a resolver o problema é recompensado com novas moedas.
  • Staking - ppor outro lado, envolve obter e guardar uma certa quantidade de criptomoedas em uma rede para dar suporte a operações tais como validação de transações e segurança de rede. Em troca, os participantes podem receber moedas extras.
  • Armazenamento: - diferentemente do dinheiro tradicional que você guarda em uma carteira ou no banco, as criptomoedas são armazenadas em carteiras digitais. Elas podem estar online, no seu computador ou até mesmo em um dispositivo de hardware especial. Esse método mantém suas moedas digitais seguras e permite que você realize transações ou negocie nas bolsas.

Em suma, as criptomoedas oferecem uma maneira nova, segura e interessante de realizar transações e guardar valores no mundo digital.



Tipos de criptomoedas

Criptomoedas mais populares

No vasto universo das criptomoedas, algumas se destacam mais do que outras. Veja a seguir um breve resumo das cinco principais criptomoedas de acordo com a sua capitalização de mercado:

  1. Bitcoin (BTC): Pioneiro no mundo das criptomoedas, o Bitcoin foi criado em 2009 por uma pessoa desconhecida usando o pseudônimo de Satoshi Nakamoto. A promessa do Bitcoin de oferecer tarifas de transação mais baixas do que os mecanismos de pagamento online tradicionais e a sua operação através de uma autoridade descentralizada fazem com que ele se destaque.
  2. Ethereum (ETH): Concebido em 2013 pelo programador Vitalik Buterin, o Ethereum é um blockchain descentralizado e de código aberto que apresenta uma funcionalidade de contrato inteligente. Sua criptomoeda nativa, Ether, perde apenas para o Bitcoin em capitalização de mercado.
  3. Tether (USDT): O Thether é uma stablecoin, um tipo de criptomoeda criado para minimizar a volatilidade do preço. O Thether mantém uma taxa de 1 para 1 com o dólar americano, o que o torna estável no mercado geralmente turbulento das criptomoedas.
  4. Binance Coin (BNB): A Binance Coin é a criptomoeda nativa da bolsa Binance, usada para transações dentro da plataforma. Ela teve um crescimento significativo tanto em valor quanto em capitalização de mercado.
  5. Ripple (XRP): O Ripple é um protocolo de pagamento digital e também uma criptomoeda. XRP, a criptomoeda, é usada para facilitar transferências de dinheiro entre diferentes moedas fiduciárias.
Criptomoedas mais populares

Além dessas, existem centenas de Altcoins e diversas Stablecoins. Cada uma delas oferece recursos e utilidades únicos, o que contribui para o mundo diversificado e dinâmico das criptomoedas.

Altcoins

O termo "altcoin" é uma abreviação de "alternative coin" ("moeda alternativa", em português), usado para representar todas as criptomoedas que não sejam o Bitcoin. As altcoins são mais do que alternativas ao Bitcoin; elas são plataformas inovadoras que buscam melhorar ou modificar o protocolo Bitcoin.

Existem milhares de altcoins disponíveis, cada uma com seus recursos únicos, casos de uso e mecanismos de transação. Alguns exemplos de altcoins populares são o Litecoin, o Ethereum e o Ripple. Muitas altcoins têm como objetivo fornecer soluções para as limitações conhecidas do Bitcoin, tais como oferecer velocidades maiores de transação, recursos de segurança aprimorados ou um sistema de mineração mais equitativo.

Apesar de algumas altcoins terem ganho força e possuírem comunidades substanciais, até agora nenhuma delas conseguiu rivalizar com o nível de reconhecimento e aceitação do Bitcoin.

Stablecoins

Stablecoins são uma linha especial de criptomoedas, criadas para combater a notória volatilidade do mercado de criptomoedas. Elas alcançam essa estabilidade vinculando o seu valor a uma reserva de ativos.

Esses ativos podem ser uma moeda fiduciária específica, como o dólar americano, uma cesta com diferentes moedas fiduciárias ou mesmo outros tipos de ativos, tais como o ouro ou outras criptomoedas.

A ideia é combinar a estabilidade de ativos tradicionais com os benefícios das criptomoedas, tais como velocidade, segurança e baixo custo de transação.

Alguns exemplos de stablecoins conhecidas são Tether (USDT), USD Coin (USDC) e Binance USD (BUSD). As stablecoins têm um papel crucial no ecossistema das criptomoedas, fornecendo um porto seguro durante situações de volatilidade do mercado e facilitando as transações nas bolsas de criptomoedas.



Vantagens e Desvantagens das Criptomoedas

Vantagens e Desvantagens das Criptomoedas

Assim como qualquer sistema financeiro, as criptomoedas apresentam o seu próprio conjunto de vantagens e desvantagens. Vamos dar uma olhada nos dois lados da moeda:

Vantagens

  1. Descentralização: As criptomoedas operam em uma rede descentralizada baseada na tecnologia blockchain. Isso significa que elas não são controladas por uma autoridade central, como um governo ou instituição financeira, o que dá aos usuários maior controle sobre o seu dinheiro.
  2. Segurança: Graças à criptografia, as transações realizadas com criptomoedas são seguras e não podem ser facilmente manipuladas. Isso pode ajudar a reduzir fraudes e roubos.
  3. Transparência: Todas as transações feitas com criptomoedas são gravadas no blockchain, o que fornece transparência e permite um fácil rastreamento das transações.
  4. Acessibilidade: As criptomoedas podem ser acessadas e utilizadas por qualquer um que possua uma conexão com a internet, o que garante serviços financeiros a pessoas que não utilizam ou pouco utilizam serviços bancários.
  5. Velocidade e Custo: As transações com criptomoedas podem ser processadas rapidamente, de modo geral em poucos minutos, independentemente da quantia ou da localização geográfica do remetente e do destinatário. As tarifas de transação também costumam ser mais baixas do que as dos sistemas bancários e das transferências monetárias tradicionais.

Desvantagens

  1. Volatilidade:: Os preços das criptomoedas podem ser extremamente voláteis. Embora isso possa levar a altos retornos, pode também resultar em perdas significativas.
  2. Falta de Regulamentação: A falta de regulamentação do mercado de criptomoedas pode torná-lo um investimento arriscado. Isso significa também que, se você perder o acesso às suas criptomoedas (por exemplo, se esquecer a senha da sua carteira), não há meios para recuperá-las.
  3. Aceitação Limitada: Embora o uso das criptomoedas esteja se difundindo, elas ainda não são aceitas por todas as empresas ou países.
  4. Impacto Ambiental: A mineração de criptomoedas requer muita potência computacional, o que pode consumir uma quantidade significativa de eletricidade e ter um impacto negativo no meio ambiente.
  5. Potencial para Má Utilização:Devido à sua natureza anônima, as criptomoedas podem ser usadas para atividades ilegais, tais como lavagem de dinheiro ou compra de produtos ilegais.

Lembre-se de que, embora as criptomoedas ofereçam uma nova forma de lidar com o dinheiro, elas também possuem o seu conjunto próprio de riscos. Sempre faça uma pesquisa cuidadosa e considere a sua situação financeira antes de investir em criptomoedas.


O Que é a Negociação de Criptomoedas?

A negociação de criptomoedas envolve especular sobre os movimentos dos preços de diversas moedas digitais. Como trader, você pode tirar proveito da natureza volátil das criptomoedas para potencialmente obter ganhos. Existem dois métodos principais de negociar criptomoedas: comprá-las em uma bolsa de criptomoedas ou negociar CFDs ("Contratos por Diferença", do inglês "Contracts for Difference") de criptomoedas.

Negociando Criptomoedas nas Bolsas

Esse método envolve comprar criptomoedas reais e vendê-las quando o seu preço subir. Porém, negociar em uma bolsa pode ser um pouco complexo.

Primeiro, você precisaria comprar Bitcoins, que geralmente são usados como porta de entrada para outras criptomoedas.

Segundo, muitas bolsas facilitam as negociações de uma criptomoeda para outra, limitando a sua capacidade de sacar os seus ganhos em moedas fiduciárias.

Por último, as bolsas geralmente não oferecem a opção de vender a descoberto, o que pode limitar as suas estratégias de negociação. Além disso, você precisará gerenciar uma carteira digital e arcar com a responsabilidade de manter os seus ativos digitais a salvo de potenciais ataques.

Negociando CFDs de Criptomoedas

Por outro lado, negociar CFDs de criptomoedas é uma opção mais simples e flexível. Quando negocia CFDs, você está especulando sobre o movimento do preço da criptomoeda sem precisar possuir as moedas propriamente.

Este método permite que você lucre potencialmente nos mercados tanto em alta quanto em baixa e elimina a necessidade de uma carteira digital. Além disso, você pode negociar diretamente em moedas fiduciárias, o que torna o processo mais simples e confortável se você já tiver negociado outros ativos.

Concluindo, embora negociar em bolsas possa ser mais adequado para aqueles que querem possuir as criptomoedas reais e estão preparados para as complexidades envolvidas, negociar CFDs de criptomoedas pode ser uma opção mais acessível e flexível, principalmente para aqueles que estão interessados em negociações de curto prazo. Como sempre, é fundamental compreender os riscos envolvidos e negociar com responsabilidade.

Aumente suas habilidades de negociação de criptomoedas! Pronto para o próximo nível na negociação de criptografia? Nosso "Como negociar criptomoedas" guia explica como as criptomoedas podem ser negociadas, seus fatores fundamentais de preços e fornece estratégias práticas, dicas e etapas fáceis de seguir e aplicar.


Palavras Finais

Ao concluirmos a nossa exploração das criptomoedas, fica evidente que este cenário digital dinâmico oferece um mundo de oportunidades. O conhecimento que você adquiriu aqui é o primeiro passo para navegar por esse interessante universo.

A AvaTrade convida você a aprofundar o seu entendimento e as suas habilidades práticas de negociação de criptomoedas. Nossa plataforma oferece uma conta demo sem risco para você praticar, de maneira que, quando estiver pronto, possa passar para uma conta com dinheiro real para negociar CFDs de criptomoedas. Com a AvaTrade, você obtém acesso a ferramentas e recursos abrangentes feitos sob medida tanto para os traders novatos quanto para os mais experientes.



Venha para o futuro das finanças. Comece hoje mesmo a sua jornada de negociação de criptomoedas com a AvaTrade.


Perguntas Frequentes (FAQs)

Qual a diferença entre Bitcoins e altcoins?

O Bitcoin é a primeira e mais conhecida criptomoeda, ao passo que as altcoins (abreviação de "alternative coins") são todas as outras que vieram depois dela. Cada altcoin tem os seus próprios recursos e utilidades únicos.

O que é um blockchain e por que ele é importante para as criptomoedas?

Um blockchain é um livro-razão descentralizado e transparente que grava todas as transações de uma criptomoeda. Ele é importante porque garante a segurança e a integridade das transações de criptomoedas.

O que é mineração de criptomoedas?

A mineração de criptomoedas é o processo pelo qual novas moedas de criptomoeda são criadas e as transações são verificadas. Ela envolve a resolução de problemas matemáticos complexos utilizando hardware de computadores.

As criptomoedas são legais?

A legalidade das criptomoedas varia de país para país. Enquanto alguns países aceitaram as criptomoedas, outros as restringiram ou baniram. É importante verificar a situação legal das criptomoedas no seu país antes de se envolver com a sua negociação.

Como as criptomoedas são taxadas?

A legislação fiscal com relação às criptomoedas também varia de acordo com o país. Em muitos lugares, as criptomoedas são tratadas como propriedade para efeito de impostos, o que faz com que você se torne responsável por impostos de ganhos de capital quando as vende. Recomendamos que você consulte um profissional da área fiscal ou que faça sua própria pesquisa para entender as implicações fiscais de negociar criptomoedas na sua jurisdição.

chatbot