Swap

swap

O que é o swap?

Para operar em FOREX necessita saber o que é o swap. No FOREX, o swap é uma taxa de juros paga ou cobrada no final de cada sessão para manter uma posição aberta por mais de um dia.

Esse pagamento (ou cobrança) também é chamado de overnight interest ou rollover.

Para entender como funciona o cálculo de swap, primeiro você deve se lembrar de uma questão básica de negociação no mercado de divisas.

Quando você abre uma posição no FOREX, o que você faz é comprar ou vender um par de divisas. Dependendo se a posição é longa (compra) ou curta (venda), uma ou outra divisa do par é comprada ou vendida.

Por exemplo, ao negociar o par EUR/USD:

  • Se a posição for longa (ordem de compra), o que está sendo feito é comprar euros e vender dólares. Neste caso, os dólares estão sendo vendidos para “financiar” a compra de euros, porque se pensa que o euro se valorizará em relação ao dólar.
  • Se a posição for curta (ordem do cliente), o que está sendo feito é vender euros para comprar dólares. Neste caso, a venda de euros “financia” a compra de dólares, porque se pensa que o euro se depreciará em relação ao dólar.

Em ambos os casos, é necessário saber se a posição é mantida aberta por mais de um dia:

  • Um interesse será pago sobre a divisa vendida (a divisa usada para “financiar” a compra da outra).
  • Um interesse é cobrado sobre a divisa que é comprada (a divisa para a qual você está apostando).

O resultado líquido desses dois interesses é o swap. Se o interesse da divisa vendida for maior do que o da divisa comprada, o operador terá que pagar o swap. Por outro lado, se o interesse da divisa vendida for menor do que o da comprada, o operador obterá lucro com o swap.

Portanto, a troca dependerá de:

  • As taxas de juros associadas às divisas que compõem o par que está sendo negociado.
  • O tipo de posição no par, longa (compra) ou curta (venda).

Como o Swap é calculado?

Para entender como o swap é calculado, usaremos o seguinte exemplo:

Um operador acredita que o par euro/dólar australiano (EUR/AUD) se depreciará. Consequentemente, decide, no início do dia, abrir uma posição curta sobre o EUR/AUD. No final da sessão, o mercado deu a ele a razão e o operador vê como a tendência de queda do par se consolidou. Por esse motivo, ele decide manter a posição aberta.

Ao abrir uma posição curta no par EUR/AUD, o que o operador está fazendo é vender euros e comprar dólares australianos. Portanto, mantendo a posição curta por mais de um dia, o operador:

  • Pagaria pelos euros vendidos a taxa de juros associada ao euro. Para este exemplo, é 0%.
  • Cobraria pelos dólares australianos que comprasse os juros associados a essa moeda, que, para este exemplo, é 2%.

O swap é o resultado líquido desses fluxos de dinheiro. No exemplo que foi explicado, o swap resultante para o operador seria igual aos juros cobrados menos os juros pagos, ou seja: 2%-0% = 2%. Nesse caso, devido à diferença entre as taxas de juros e o tipo de operação, o swap significaria um ingresso extra para o operador.

O swap é calculado com base em juros diários, portanto, no exemplo anterior, o swap diário seria em volta de 0,0055%. Esta taxa de juros seria aplicada ao montante total da posição aberta.

Quanto maior o tempo que uma posição permanece aberta, maior o impacto do swap em seu resultado econômico.

É possível ganhar dinheiro com o Swap?

A resposta dependerá de cada operador, e sim pode ser possível, mas geralmente não é tão simples quanto pode parecer à primeira vista. Na verdade, existe, um ramo de negociação especializado em obter lucros do swap ou, o que é o mesmo, das diferenças entre as taxas de juros das moedas que são negociadas no FOREX.

Esse tipo de negociação é conhecido como carry trade.

O objetivo do carry trade em FOREX é operar para obter um interesse maior do que o que deve ser pago, obtendo um benefício direto para o operador.

Para ter sucesso com o carry trade, a primeira coisa a fazer é escolher um par FOREX que consista em uma divisa que tenha uma taxa de juros baixa e outra que tenha uma taxa de juros alta:

  • Divisas típicas com baixas taxas de juros são geralmente o euro (EUR), o iene (JPY) ou o franco suíço (CHF).
  • As divisas que geralmente estão associadas a juros mais altos são, por exemplo, o dólar australiano (AUD) ou o dólar da Nova Zelândia (NZD).

Operadores especializados também podem recorrer a divisas mais exóticas que geralmente têm uma taxa de juros mais alta, como o Rand Sul-Africano (ZAR) ou o rublo russo (RUB), por exemplo. Embora seja possível encontrar taxas de juros mais altas nessas divisas, elas tendem a ter um volume de negociação menor, de modo que os spreads são mais altos, o que pode anular sua vantagem inicial para o carry trade.

Uma vez que o par de divisas em que o carry trade vai ser realizado foi escolhido, o próximo passo é definir a estratégia de negociação:

Como explicado acima, a fim de obter um lucro na negociação, você tem que comprar a divisa com uma alta taxa de juros e vender a divisa com uma taxa de juros baixa. Em um par como EUR/AUD isso significa posicionamento curto no par.

Essa premissa definirá a estratégia de negociação a seguir, pois, nesse caso, o operador deve esperar até que o par esteja desenvolvendo uma tendência de queda para abrir suas posições de vendas. Para fazer isso, ele aproveitará alguma alteração para ficar mais curto e manter a posição enquanto o movimento de baixa continua.