Libra Dolar GBP/USD

Após o euro dolar, um dos pares de moedas mais negociados no FOREX é o par formado pela libra esterlina britânica e o dólar dos EUA: GBP/USD. No FOREX este par é popularmente conhecido como “cabo”. Este apelido se refere ao primeiro cabo que foi colocado no fundo do Oceano Atlântico para comunicar os Estados Unidos e o Reino Unido.

O GBP/USD é um dos mais antigos no FOREX. A sua enorme popularidade é devido à sua influência na economia mundial das duas moedas que o formam.

O dólar (USD):

  • É a principal moeda de reserva e a moeda mais utilizada no comércio internacional.
  • É a moeda de referência para determinar os preços de matérias primas, como o ouro ou o petróleo.
  • Os Estados Unidos são o segundo poder mundial em termos de comércio, depois da China.

A libra esterlina (GBP):

  • O Reino Unido, apesar do seu menor tamanho, é uma das principais economias do mundo.
  • O London Market é um dos principais mercados financeiros do mundo.
  • Londres é considerada a capital do mercado de moedas. Aproximadamente 35% do volume de FOREX é negociado no mercado de Londres.

Essa popularidade e o alto volume de transações fazem do par GBP/USD um dos pares mais líquidos de FOREX. Essa grande liquidez, por sua vez, tem duas consequências muito relevantes para negociar com GBP/USD:

  • Menor volatilidade do que os pares formados com moedas menores, o que permite um maior controle do risco.
  • Menor spread. O spread do par GBP/USD é um dos mais baixos do FOREX, o que permite negociar com este par como um dos mais baratos dentro do Mercado de Moeda.

Especificamente, a Avatrade oferece um diferencial competitivo a seus clientes para operar com GBP/USD.

Além de partilhar com o EUR/USD uma alta liquidez e spreads muito baixos, em termos gerais o preço do GBP/USD também tende a ter uma correlação positiva com o Euro/Dólar.

No entanto, o GBP/USD tem um número de particularidades que devem ser tomadas em consideração antes de operar com ele e que fazem com que o popular “cabo” tenha sua própria personalidade dentro do FOREX:

  • Maior volatilidade do que outros pares de moedas principais.
  • Forte reação a notícias econômicas e eventos políticos.
  • Movimentos rápidos e longos.

Maior volatilidade do que outros principais pares de moedas

Enquanto todos os pares de moedas formados a partir das chamadas moedas principais são caracterizados pela baixa volatilidade, dentro deles o par GBP/USD destaca-se como um dos que apresentam as maiores variações no seu preço em relação aos demais:

  • É fácil encontrar, por exemplo, dias em que o preço do GBP/USD se move entre 100 e 145 pips.
  • Em comparação, no EUR/USD, os valores máximos de variação diária são geralmente em volta dos 85 pips.

No aspeto horário, a maior volatilidade do par acontece, como é lógico, coincidindo com o horário de abertura do mercado de Londres (7 h GMT – 16 h GMT). Dentro destas horas acontece também a abertura do mercado de Nova York, às 12 horas GMT.

Durante o tempo que Londres está aberto, a volatilidade média do par é aproximadamente o dobro da volatilidade que observamos durante o resto do dia, também conhecido como horário asiático, pois coincide com o tempo de funcionamento do mercado de Tóquio.

No horário de Londres, portanto, as operações com spreads variáveis geralmente são beneficiadas por uma redução no spread devido ao maior volume de negociação do par.

Forte reação a notícias econômicas e eventos políticos

O GBP/USD caracteriza-se pelas suas fortes reações à informação econômica no Reino Unido. Essas reações são especialmente significativas quando os relatórios econômicos não têm o mesmo sentido que as expectativas anteriores que o mercado gerou.

Os principais fatores que podem desencadear essas reações no GBP/USD são:

  • Crescimento da economia. Quando os dados econômicos do Reino Unido são melhores que os norte-americanos, a libra tende a se valorizar em relação ao dólar. Alguns dos indicadores da força da economia e cuja publicação influencia o preço do par são: aumento do investimento, queda do desemprego ou equilíbrio entre exportações e importações.
  • Eventos políticos. O GBP / USD é muito sensível a eventos políticos no Reino Unido; Decisões como o Brexit ou mesmo os resultados das eleições gerais são refletidos imediatamente no preço do par.
  • Política monetária. Da mesma forma que, do lado da moeda cotada, o Federal Reserve marca a política monetária norte-americana, no caso da libra é o Banco da Inglaterra que marca as decisões que afetam a moeda.

As principais decisões que devemos considerar são aquelas que afetam as taxas de juros da libra: em geral, um aumento nas taxas de juros de uma moeda provoca uma valorização da moeda.

Nesse sentido, o Banco da Inglaterra reúne mensalmente o Comitê de Política Monetária, que define as taxas de juros da libra, dependendo da evolução da inflação na economia inglesa.

O preço do par geralmente reage de forma muito significativa à publicação do resultado dessas reuniões, por isso é essencial ter em mente o calendário do mesmo para operar o par GBP/USD

Movimentos rápidos e longos

Comparado com outros pares principais, é mais fácil encontrar no GBP/USD saltos muito grandes no preço num único movimento. Essa característica faz com que o GBP/USD seja amplamente utilizado por traders de curto prazo (day trading) em estratégias de breakout.

Esses movimentos, como se indica no ponto anterior, podem ser muito rápidos.

Essa rapidez e amplitude das flutuações do GBP/USD devem ser tomadas em conta ao considerar estratégias para operar este par.

Além disso, a maior volatilidade do GBP/USD geralmente leva a falsos sinais de quebra no preço, o que pode ter um impacto na operação se as medidas apropriadas não forem tomadas. Fundamentalmente, essas medidas são:

  • Definição adequada de stop loss.
  • Disciplina em gestão de risco nas operações, arriscando em cada movimento apenas o capital que sabe que se pode permitir perder.

No gráfico em seguida, pode ver um exemplo desse tipo de movimento no GBP/USD.

grafico libra dolar

O gráfico mostra o preço por hora do GBP/USD entre 4 e 15 de janeiro de 2018. Como se pode ver, entre o dia 4 e o dia 11 de janeiro, o preço moveu-se numa faixa lateral delimitada no topo pelo nível 1.3589 e no fundo pelo nível 1.3492.

Por outro lado, entre os dias 11 e 12, há dois intervalos que poderiam ter sido usados numa estratégia de breakout trading:

  • No dia 11, entre 8:00 e 10:00 GMT (coincidindo com a abertura de Londres e, portanto, no período de máxima volatilidade), acontece uma falsa quebra na parte inferior do canal. Se se tivesse produzido uma ordem de venda no início do intervalo, teria de introduzir um stop loss próximo ao nível 1,3492 para reduzir as perdas uma vez que o preço tivesse retornado ao canal.
  • No dia 12 às 8:00 GMT, desta vez acontece uma verdadeira quebra de canal no topo. Nesse caso, se você quiser operar o breakout, deveria fazer um pedido de compra no nível superior do canal em 1,3589.

Este movimento produziu uma diferença no preço de 144 pips em apenas 6 horas.

Pelas razões explicadas, geralmente é recomendado ter alguma experiência anterior em FOREX ou ter praticado em contas de demonstração para operar no GBP/USD, pois é um par que devido às suas características apresenta oportunidades muito significativas para obter benefícios, mas também tem maiores riscos que outros pares principais como o Euro/Dólar.